Concurso

MS muda legislação e para doador de medula ter isenção em concursos terá que comprovar procedimento

Mato Grosso do Sul mudou a legislação que concedia isenção no pagamento da taxa de inscrição em concursos públicos realizados por órgãos do estado a doadores de medula óssea. Na lei que entrou em vigor em março do ano passado (4.827/2016) o texto apontava que o benefício poderia ser concedido a quem comprovasse que tivesse feito a inscrição para ser doador.

Já na nova versão (lei 5.129/2017), publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (28), a isenção no pagamento da taxa de inscrição somente poderá ser disponibilizada se o requerente efetivamente comprovar que fez a doação de células de medula óssea para transplante.

Essa comprovação, segundo o novo texto, deverá ser feita por meio de um documento fornecido pela Rede Hemosul, que deverá ser anexado ao procedimento formal de inscrição do interessado.

Comentários

Sem comentários

Deixe seu comentário:

Inscreva-se no nosso newsletter

Receba todas as nossas notícias e atualizações!

Waldir Santos - Advogado da União, Conselheiro da OAB-BA e Presidente do Tribunal de Ética. Aprovado aos 17 anos, foi Oficial da Polícia Militar e Procurador do Estado. Colecionou reprovações até criar métodos de estudo adequados para quem não tem tempo ou não consegue se concentrar.

Esteve no ar por 6 anos apresentando os programas de rádio "A hora dos concursos" (Rádio Excelsior) e "CBN Empregos e Concursos" (Rádio CBN Salvador).

Autor dos livros "Concurso público - estratégia e atitudes" e "Mitos, lendas e mentiras sobre concursos públicos", mantém coluna aos domingos no Jornal A Tarde sobre concursos há mais de 8 anos.